Paloma Venturelli, diretora vice-presidente do Moinho Globo, fala da empresa fundada pelo avô no Norte do Paraná

O Moinho Globo foi fundado em 1954, em Sertanópolis, por Ciro Venturelli, que era na época proprietário de uma pequena padaria e tinha dificuldade para conseguir farinha de trigo de qualidade para abastecer sua produção. Ele foi pioneiro ao trazer para o Norte do Paraná as primeiras sementes de trigo, numa época em que, na região, praticamente só se plantava café.

Não foi tarefa fácil convencer os agricultores a apostarem em uma nova cultura. Para incentivar a produção, havia o seguinte acordo: o moinho fornecia uma saca de sementes e após a colheita recebia duas sacas de trigo. O primeiro plantio foi feito em uma área de quatro alqueires e meio, às margens do Rio Tibagi, e também no meio dos pés de café.

Em 1965foram importados novos equipamentos da Europa e aumentou a capacidade de produção do moinho. Naquela época, em mais de 30 municípios da região já ocorria o plantio de trigo.Tempos depois, a empresa vivenciou as adversidades de uma época extremamente difícil, em que o governo proibiu investimentos privados na construção e ampliação de moinhos. Mesmo assim, o Moinho Globo conseguiu prosperar. No início dos anos 1990, a empresa aumentou sua capacidade para 100 toneladas/dia, e em seguida para 200 toneladas de trigo/dia. Em 2005, chegou a 450 toneladas/dia. Além da matriz em Sertanópolis, possui filiais em Curitiba e no Rio de Janeiro.

Na entrevista abaixo, Paloma Venturelli, diretora vice-presidente, fala das transformações mais recentes no Moinho Globo:

Trigo em Foco – Como tem sido o processo de profissionalização da empresa?

Paloma Venturelli – Nossa empresa é familiar. Em 2012, foi iniciado o processo de profissionalização da direção, com a contratação de especialistas em administração. Também nesse período, a empresa estabeleceu o plano de sucessão familiar e foi criado o Conselho de Administração, presidido desde então por Mario Venturelli.

Trigo em Foco – O que representou a inauguração da nova planta industrial?

Paloma Venturelli – A nova unidade de produção é um grande marco na história de conquistas do Moinho. É moderna, totalmente automatizada, sustentável e está estrategicamente localizada entre o Residencial Moinho Globo e a sede da associação dos funcionários. Foi oficialmente inaugurada em abril de 2017. A capacidade de produção é de 600 toneladas/dia, em duas linhas de moagem, podendo chegar a 1 mil toneladas/dia. Os equipamentos são de última geração, todos novos, comprados da fabricante suíça Buhler. Hoje o Moinho Globo gera 230 empregos diretos e cerca de 500 indiretos, e a indústria produz farinha de trigo e derivados do cereal com as marcas Globo e Famiglia Venturelli em suas linhas de varejo e industrial, somando cerca de 150 produtos.

Trigo em Foco – A empresa valoriza o bom ambiente de trabalho?

Paloma Venturelli – É importante destacar que o Moinho Globo alcança destaque nacional pela qualidade de seus produtos e pelas importantes premiações conquistadas. A empresa está desde o ano de 2010 no ranking das“150 Melhores Empresas do Brasil para Você Trabalhar”, da revista Você S.A.; e desde 2011 no guia “Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil” da Great Place to Work, publicado pela revista Época.

Trigo em Foco – Como a empresa tem se adaptado às novas exigências do mercado, como restrições e preferências alimentares?

Paloma Venturelli – A cada dia observamos que torna-se mais forte a tendência de consumir alimentos menos processados, feitos da maneira menos artificial possível. A alimentação baseada em escolhas saudáveis se reflete no segmento da panificação, que,em nossa avaliação, está sim buscando ampliar o leque de opções disponíveis ao consumidor. Questões como bem-estar e saudabilidade estão em pauta e são priorizadas pelo consumidor. Os transformadores e nós, indústria, estamos atentos a esse movimento e novos produtos pautados nessa demanda seguirão em alta.Exemplo disso é que, em outubro, participamos do Panific Show 2018, realizado pelo Senai em Londrina, e patrocinamos a palestra “Fermentação Natural – Como Aplicar no Processo de Produção de Padarias”. A proposta da palestra é principalmente esclarecer que é possível implantar uma produção em escala com fermento natural. Pães artesanais com fermentação natural e lenta são uma forte tendência no setor da panificação, movida pela demanda do mercado consumidor que busca uma alimentação de mais qualidade, natural, com menos componentes químicos, num processo de resgate de sabores e cultura.

Trigo em Foco – Que opções o Moinho Globo tem para esse consumidor exigente?

Paloma Venturelli – As empresas precisam ajustar sua estratégia para atender a nova realidade e as mudanças de hábito do consumidor. Nesse sentido, desenvolvemos produtos voltados à saudabilidade e à praticidade. Nossa linha de produtos a base de farinha de trigo integral é bastante completa. O Moinho Globo investe nesse segmento para atender o consumidor que busca uma alimentação mais saudável, sem abrir mão do sabor. No varejo, sob a marca Famiglia Venturelli, temos a farinha de trigo integral; a mistura para pão integral e as misturas para pão de linhaça com aveia e para pão de chia. Na linha institucional, destinada ao mercado transformador, são vários os produtos integrais, como a mistura para pão francês integral; a farinha de trigo integral embalagem de 25 kg, além da linha Mais Sabor para Pães Especiais, que reúne sabores de pães diferenciados, com formulações especialmente desenvolvidas que conferem resultados incomparáveis em sabor, aroma e textura dos produtos finais.

Trigo em Foco – Quais são os pontos fortes entre seus produtos?

Paloma Venturelli – Nosso ponto forte é a qualidade, sem dúvida. Seja na linha de varejo ou institucional, as marcas Globo e Famiglia Venturelli são reconhecidas e destacadas por seu padrão de qualidade. A Famiglia Venturelli se destaca nesse cenário como uma das melhores farinhas no segmento premium de mercado. Uma marca absolutamente consolidada, reconhecida pelo mercado transformador e pelo consumidor final por sua qualidade superior, muito branca e com alto grau de pureza.

Trigo em Foco – Quais os projetos para o futuro?

Paloma Venturelli – Produzir melhor e com mais qualidade, buscar o aprimoramento no momento presente para poder avançar e crescer cada vez mais são os desafios que movem o Moinho Globo e os membros da Famiglia Venturelli, que estão à frente do negócio. Temos hoje uma das mais modernas plantas industriais do Brasil, planejada para receber uma terceira linha de moagem, capaz de elevar a capacidade atual para 1 mil toneladas/dia. Temos toda a condição estratégica para seguir crescendo. Um crescimento saudável, lastreado em solidez.

moinhoglobo.com.br