Um período dedicado à troca de informações sobre a cadeia produtiva do trigo. Assim foi o Café do Sinditrigo-PR, realizado em Cascavel, no mês de outubro, com a participação de mais de 90 pessoas de 30 moinhos. Entre os presentes, também representantes de empresas como Corbion, Martinelli, Sangati Berga, Palsgaard Candon, Eurogerm, Abitrigo, Globalfood, Pingle, INTL FCstone, Biotrigo, Serra Morena.

Foram realizadas palestras, apresentado o Moatrigo (Workshop de Desenvolvimento Moageiro, que será realizado pelo Sinditrigo-PR em Curitiba nos dias 15 e 16 de abril de 2020), e contou com uma exposição do presidente do Conselho da Abitrigo, João Carlos Veríssimo, sobre o ano de 2019 e os desafios do setor.
“A presença do Sr. João Carlos Veríssimo, representando a Abitrigo, foi muito muito importante tanto no que se refere à fala dele, que abordou, de forma clara, o cenário da indústria moageira no Brasil, quanto para mostrar o quanto eventos como esse realizado pelo Sinditrigo-PR significam para o fortalecimento do setor”, comentou Daniel Kümmel, presidente do Sinditrigo-PR.

Walter Von Muhlen Filho, do setor comercial da Serra Morena Corretora participou e elogiou bastante o evento. Ele já esteve presente em vários encontros realizados pelo Sinditrigo-PR e afirma: “o trigo é o grão mais social e agregador que tem. Ele atrai pessoas”, comenta. Na sua avaliação, 2019 foi um ano desafiador para os moageiros e momentos como o proporcionado pelo Sinditrigo-PR são oportunidades para que se troquem experiências e como cada um vem enfrentando os obstáculos para rentabilizar seu negócio.

“Encontros como esse são importantes para fortalecer o setor. Participam pessoas de vários lugares e isso traz um cenário mais amplo do que está acontecendo com o setor. Hoje, as pessoas se falam muito por celular, whatsapp, mas poder ter um contato pessoal é impagável. A sua percepção, conversando com as pessoas olho no olho, é outra”, analisa.

Veja as fotos do evento