Difícil encontrar quem não esteja preocupado com o momento atual, com parte das atividades paralisadas numa tentativa de conter o avanço da Covid-19. Mas é consenso que muitos setores não podem parar, sob o risco de agravar ainda mais a situação dos cidadãos. A indústria alimentícia é um desses segmentos considerados essenciais.

O parque moageiro do Paraná está mantendo sua produção e entrega e conta, para isso, com equipes comprometidas com o trabalho. Isso, na avaliação de gestores, se dá por algumas medidas essenciais adotadas: a comunicação eficaz, com informações corretas e canais abertos para que todas as dúvidas sejam sanadas; e a implementação de medidas de segurança que dão ao colaborador a certeza de que as empresas estão cuidando do ambiente de trabalho corretamente, seguindo todas as orientações das autoridades no assunto.

“Nós não podemos parar. As padarias, os supermercados estão trabalhando e a população precisa se alimentar”, observa Célia Cristina Coltro, gerente administrativo-financeira da Belarina Alimentos S.A.  No Belarina, assim como nas demais associadas do Sinditrigo-PR, foram adotadas todas as medidas para garantir a saúde e segurança dos colaboradores. E um item que tem ganhado ainda mais atenção é a comunicação com os colaboradores.

Célia Coltro menciona a confecção de materiais de comunicação corporativa, direcionados a cada público da sua linha de produção, com informações claras sobre todos os procedimentos que devem ser adotados. “O funcionário se sente engajado quando vê que a empresa está preocupado com ele e as informações corretas deixam o ambiente de trabalho mais tranquilo”, cita.

Rodolfo Massignan, diretor financeiro do Moinho Molino Rosso, comenta que foram feitas várias reuniões com a equipe para falar sobre o problema, tanto sobre a pandemia como sobre a situação econômica no país. “A melhor maneira de as pessoas estarem engajadas e confiantes é saberem a verdade sobre o que está acontecendo”, diz ele.

Na sua avaliação, a segurança dos colaboradores se fortalece quando se certificam  que a empresa está  tomando todas os procedimentos adequados. Observar que a empresa está funcionando e produzindo também dá mais conforto aos funcionários, acrescenta Massignan.