As associadas do Sinditrigo-PR que fabrique, importe, distribua ou comercialize produtos que gerem embalagens em geral no Mato Grosso do Sul, terão que estruturar e implementar sistemas de logística reversa, que serão autodeclaratórios e deverão ser protocolados junto ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS). O prazo termina na sexta-feira, dia 4 de setembro.

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul publicou, no final de 2019 e já em vigor, o decreto nº 15.340 (Acesse clicando aqui) com as novas diretrizes para a logística reversa de embalagens.

Em razão da ampliação de diretrizes para logística reversa decretadas pelos Estados, o Sinditrigo/PR é sócio-fundador do InPAR – Instituto Paranaense de Reciclagem.  O InPAR tem o propósito de estabelecer e implementar sistemas de logística reversa de produtos e embalagens pós-consumo, desenvolvendo ações que diminuam a quantidade de resíduos enviados a aterros, minimizando impactos ao meio ambiente, atendendo desta forma a PNRS.

O presidente do Sinditrigo-PR, Daniel Kümmel, informa que as associadas Sinditrigo/PR podem se associar ao InPAR e, por este Instituto, cumprir as diretrizes estaduais. “Se seu moinho não é uma Associadas Sinditrigo/PR, procure-nos e conheça os benefícios de ser uma associada e participar do InPAR”, orienta ele.